Você tem mais de 18 anos?

We all love beer

O Tour da criação

Imagine uma viagem com encontros inesperados, que acabam levando você para um destino recheado de sabores, aromas e texturas. Claro que uma boa viagem não acontece sem transformações pelo caminho. Com novas experiências na bagagem, você vai naturalmente se tornando uma pessoa diferente daquela que começou a jornada. Com a cerveja é a mesma coisa. Em uma longa viagem, ingredientes naturais com características muito próprias vão se unindo pelo caminho e transformando um ao outro nesse processo até chegarem à bebida que você conhece e aprecia.
plantação e colheita

Plantação e ColheitA

O ponto de partida dessa aventura é o campo, de onde vêm os ingredientes mais usados na cerveja: os cereais e o lúpulo. Além deles, ela também possui água e um fermento natural, a levedura.
Depois de colhida, a cevada passa por um processo de germinação forçada que ajuda a gerar componentes que serão necessários para o processo cervejeiro, além de compostos de aroma e sabor. No fim do processo, teremos então o malte.

maltagem

MaltageM

O malte é enviado para as cervejarias, onde será processado. É moído e misturado com água, liberando enzimas, amido (que vai se transformar em açúcares simples) e seus demais componentes. Esse composto ganha o nome de mosto. Depois de passar por uma filtragem para retirar o bagaço dos grãos, o mosto segue para a próxima parada.

cozimento

CoziMentO

O mosto então é aquecido em um processo chamado cozimento. Nessa etapa, o lúpulo é adicionado e ocorrem transformações relacionadas à cor, ao aroma e ao sabor da cerveja.
Após essa etapa, o mosto é enviado para um decantador, onde serão retiradas substâncias que ainda possam estar em suspensão.
Em seguida, o líquido é resfriado para que se possa iniciar a etapa seguinte.

fermentação

FerMentação

Começa aqui a parte mais importante dessa viagem, em que o mosto se encontra com as leveduras, que transformam o açúcar liberado em álcool, gás carbônico e compostos de aroma e sabor, em um processo natural conhecido como fermentação.

maturação e filtração

MatuRação e Filtração

Após a fermentação, já podemos chamar o líquido resultante de cerveja, que agora vai descansar um pouco para arredondar as características da bebida e chegar ao melhor resultado do estilo escolhido. Esse processo é conhecido como maturação.
Agora, a cerveja está quase pronta para chegar ao seu destino. Dependendo do tipo de cerveja que se deseja, ela ainda pode passar por mais um processo chamado filtração. Nesse processo, as últimas partes sólidas são retiradas, deixando o líquido mais brilhante e cristalino.

Produção

A união dos ingredientes pelo caminho acabou se transformando na cerveja que nós conhecemos. Mas é importante lembrar que ingredientes naturais são facilmente afetados pelo ambiente e precisam de proteção. Por isso, a cerveja é engarrafada no fim da viagem, evitando o contato com o oxigênio do ar.

Além disso, é importante mantê-la longe da luz e do calor. Assim, ela pode ser apreciada da forma adequada e com o sabor ideal.